O Vanessa Kirby Brasil é um fã-site dedicado à atriz britânica Vanessa Kirby, sendo a primeira e mais completa fonte de informações sobre a própria no Brasil. Feito de fãs para fãs, o VKBR não possui fins lucrativos, tampouco mantém afiliações com Vanessa ou sua equipe, amigos e familiares. O intuito do site é unicamente expandir o trabalho da Vanessa, por meio da divulgação de notícias. Fique a vontade para desfrutar de todo o nosso conteúdo e volte sempre!

Durante um seminário no EnergaCamerimage Film Festival dedicado ao drama ‘Pieces of a Woman‘, adquirido pela Netflix após a sua estreia em Veneza, o cineasta Benjamin Loeb e Kornél Mundruczó elogiaram o seu elenco, liderado por Vanessa Kirby e Shia LaBeouf no papel de um casal que lida com a perda trágica de sua filha recém-nascida. Kirby, que deixou a Itália com a Copa Volpi de Melhor Atriz, tem sido motivo de agitação em relação ao Oscar desde então.

Vanessa leu o roteiro em julho e ela estava em Budapeste em 24 horas. Ela ficou muito emocionada com isso”, disse Mundruczó.

Eu a conhecia de ‘The Crown’ e era um fã, mas a princesa Margaret não era tão próxima da [protagonista] Martha – a minha Martha. Quando nos conhecemos, percebi que há algo muito clássico nela. Ela é como todos os melhores ícones europeus, como Cardinale ou Schygulla, e é disso que este filme precisava. Martha tem uma conexão com alguém que perdeu, temos que sentir isso, e Vanessa poderia carregar a parte invisível da história. Por dentro, ela é rica como o inferno.

Mencionando o resto do elenco, que também inclui Ellen Burstyn como a mãe de Kirby e Molly Parker como uma parteira acusada de negligência criminosa, ele expressou a sua gratidão a LaBeouf. O primeiro que se dedicou ao filme, escrito pela parceira de Mundruczó, Kata Wéber, a partir da experiência que compartilharam, semelhante à do filme.

Há uma quantidade louca de poder nesta história. Você sente o peso dela, como uma pedra”, disse Mundruczó, que também dirigiu como peça de teatro. Para tornar a história cinematográfica o suficiente e marcar o seu primeiro movimento no cinema em inglês depois de ‘Deus Branco‘ e ‘Lua de Júpiter‘, ele recrutou a ajuda do DP Benjamin Loeb.

A espinha dorsal deste roteiro conta algo que é fundamentalmente difícil de comunicar e sempre gostei desse desafio. Também tenho esse desejo estranho de trabalhar com diretores que vêm de fora da indústria e gostei que Kornél veio do teatro e da ópera”, disse Loeb. “A primeira vez que conversamos, tivemos uma conversa muito estranha sobre a paternidade. Não falamos muito sobre o filme, mas queríamos que parecesse real e não muito ‘bonito’.

Usando pinturas como referência, incluindo as de Lucian Freud, eles decidiram fazer a cena definidora do filme, mostrando Martha de Kirby dando à luz, em uma única tomada. Admitindo que o dispositivo portátil parecia “muito humano”, eles acabaram usando o gimbal – uma primeira vez para Loeb.

Você precisa de um pouco de músculo nos lugares certos para fazer isso fisicamente e eu aprendi depois do primeiro dia que toda a equipe apostou que eu não seria capaz de fazer isso”, ele riu. “Mas quando você tem alguém como Vanessa e Shia, e Molly Parker, e sente a adrenalina deles, você apenas se alimenta dela.

As tomadas individuais costumam ser conectadas em tempo real e para nós era exatamente o contrário”, acrescentou Mundruczó. “O tempo real é comprimido, como quando você comprime o oxigênio em um tanque. Queríamos expandir.

Enquanto muitas cenas foram cuidadosamente coreografadas antes, no final das contas eles decidiram abraçar as imperfeições.

Em cada tomada, nunca houve um problema com as linhas, mas Shia tinha que ter esse telefone com ele. E ele parecia sempre perdê-lo no último momento da cena!”, observou Loeb. “Foi engraçado para nós, mas funciona no filme. Faz com que pareça real”, disse ele, acrescentando que decidiram tratar o filme como “cinéma vérité com um toque espiritual”.

Na cena do jantar [com o resto da família], você está esperando que Martha colapse. Você está esperando a grande luta”, disse Mundruczó. “O que filmamos é cheio de suspense, mas nunca chegaríamos lá se não fosse por este senhor aqui, sempre me forçando a falar sobre uma cena e sobre o que realmente precisamos expressar.

Nunca se tratou de encontrar uma versão perfeita, mas de encontrar uma versão perfeitamente falha do que funciona”, acrescentou Loeb. “Shia e Vanessa fumegavam o tempo todo, por exemplo, eu também, e muitas vezes víamos este grande carregador na sala. Perguntei a Kornél: ‘Devemos remover isso?’ Ele disse: ‘Não’.

Fonte I Traduzido e Adaptado por: Laura I Equipe do VKBR

deixe seu comentário






parceiros
O Vanessa Kirby Brasil é um site sem fins lucrativos feito de fãs para fãs. Não possuímos nenhum contato com Vanessa Kirby, seus representantes ou familiares. Tudo o que publicamos é com o intuito de entreter e informar o nosso visitante. As imagens e materiais de mídia são publicados com base na lei americana de Direitos Autorais Fair Copyright Law 107 e são de propriedade de seus respectivos donos e representantes oficiais. Não pretendemos nenhuma violação de direitos autorais. Caso possua alguma reclamação sobre qualquer arquivo, por favor, entre em contato para que a(s) imagem(s) em questão seja(m) imediatamente removida(s).