O Vanessa Kirby Brasil é um fã-site dedicado à atriz britânica Vanessa Kirby, sendo a primeira e mais completa fonte de informações sobre a própria no Brasil. Feito de fãs para fãs, o VKBR não possui fins lucrativos, tampouco mantém afiliações com Vanessa ou sua equipe, amigos e familiares. O intuito do site é unicamente expandir o trabalho da Vanessa, por meio da divulgação de notícias. Fique a vontade para desfrutar de todo o nosso conteúdo e volte sempre!

LONDRESVanessa Kirby nunca deu à luz, mas depois de filmar o seu primeiro papel principal em ‘Pieces of a Woman‘, ela se sente como se tivesse.

Sempre que vejo uma mulher grávida agora, ou alguém me diz que acabou de dar à luz, eu sorrio”, disse ela em um chat de vídeo recente. “Sinto-me com elas.

Os dois dias inteiros que ela passou filmando uma cena escaldante para o filme podem explicar essa confusão psíquica, assim como o modo como Kirby, de 32 anos, mergulhou no papel.

Em ‘Pieces of a Woman‘, que estreia em 07 de janeiro na Netflix após um lançamento limitado nos cinemas em dezembro, Kirby interpreta Martha, uma mulher grávida cujo parto em casa dá terrivelmente errado.

Esse acontecimento crucial no início do filme se desenrola em uma cena de tomada única de 24 minutos que começa com as primeiras contrações de Martha e termina em tragédia. A câmera segue Martha, o seu parceiro Sean e uma parteira, Eva (Molly Parker), ao redor do apartamento do casal, condensando a agonia do parto em menos de meia hora.

Em setembro, o filme estreou no Festival de Cinema de Veneza, onde Kirby ganhou o prêmio de Melhor Atriz e começou a ser citada como uma candidata ao Oscar.

Kirby disse que queria retratar o trabalho de Martha da forma mais autêntica possível. “Isso foi assustador, porque eu não queria decepcionar as mulheres”, acrescentou ela.

Então ela começou a pesquisar. Assistir a muitas representações de nascimento na tela não deixou Kirby mais perto de entender a experiência, disse ela, uma vez que foram censuradas e higienizadas.

Então fiquei ainda mais assustada, porque percebi que tinha a responsabilidade de mostrar o nascimento como ele é, não como é editado em documentários”, disse Kirby.

Ela conversou com mulheres que deram à luz e mulheres que tiveram abortos espontâneos, bem como parteiras e ginecologistas-obstetras em um hospital de Londres. Enquanto ela estava lá, uma mulher chegou com contrações e concordou em deixar Kirby observar o parto.

A experiência de assistir aquele parto de seis horas “mudou-me profundamente”, disse Kirby. “Cada segundo do que estava acontecendo com ela, eu apenas absorvi.

E ela começou a entender como interpretar Martha. A mulher no hospital entrou em um estado primitivo de animal, disse Kirby. “Seu corpo estava assumindo e fazendo isso, então isso me ajudou muito para a cena”, acrescentou ela.

Em dois dias, aquela longa tomada foi filmada seis vezes. Em entrevista por telefone, o diretor, Kornél Mundruczo, que também trabalha com teatro e ópera, disse que prepará-la foi como preparar uma cena de dublê: “Muito planejamento, mas você não sabe o que realmente vai acontecer”.

No final, cada tomada era diferente, disse Kirby: as conversas de Martha e Sean mudaram, a forma como o corpo de Martha reagia às contrações era distinta a cada vez.

Acho que foi provavelmente a melhor experiência de carreira que já tive”, disse Kirby sobre aqueles dois dias de filmagem. Inspirada pelo trabalho de parto que observou, ela tentou pensar o menos possível, disse ela, e não julgar o que o seu corpo estava fazendo na cena.

Após uma década de trabalho, ‘Pieces of a Woman‘ é a primeira vez que Kirby lidera um longa-metragem, e é um papel ousado e memorável que a mostra flexionando os seus músculos de atuação. Mundruczo disse que precisava de uma atriz no ponto exato da carreira de Kirby: “Onde todas as habilidades já estão lá, mas o medo não“, disse ele. “Quando você está bem estabelecido, é cada vez mais cuidadoso”.

Kirby vem aprimorando essas habilidades desde a adolescência. Ela cresceu em um subúrbio rico de West London, onde frequentou uma escola particular só para meninas e escapou das pressões sociais da vida adolescente no palco, em peças e clubes de teatro juvenil.

Cada vez que eu entrava naquele espaço, de repente me sentia não julgada, apenas me sentia aceita”, disse Kirby. “Você não precisava ser nada ou fazer nada certo.

Depois de se formar na faculdade, onde estudou literatura inglesa, Kirby foi aceita na prestigiosa Academia de Música e Arte Dramática de Londres em 2009. Alguns meses antes do início do semestre, ela recebeu três papéis de palco por David Thacker, um ex-diretor residente na Royal Shakespeare Company, que era então o diretor artístico do Octagon Theatre em Bolton, uma cidade no norte da Inglaterra.

Venha para Bolton, ele disse a ela, e você aprenderá mais com esses papéis – que incluíam Helena em ‘Sonho de Uma Noite de Verão‘ e Ann Deever em ‘All My Sons‘ – do que em três anos de escola de teatro. Kirby concordou e agora descreve aquela temporada como o seu treinamento.

Aprendi tudo lá”, disse ela. Trabalhar com Thacker a ensinou a confiar em si mesma, a encontrar o seu próprio caminho como atriz, em vez de esperar que outras pessoas lhe digam o que fazer, disse ela.

Kirby tem trabalhado continuamente desde então, com papéis principais no West End, bem como papéis coadjuvantes de alto nível em filmes e dramas de fantasia da TV britânica. Ela estrelou como Princesa Margaret nas duas primeiras temporadas de ‘The Crown‘, uma performance que lhe rendeu um prêmio BAFTA. Sua Margaret fervilha com energia inquieta, um contraste ideal para a contida Rainha Elizabeth de Claire Foy.

Em ‘Missão: Impossível – Efeito Fallout‘ de 2018, ela interpretou a Viúva Branca, uma corretora glamorosa do mercado negro que carrega uma faca na liga e sabe como usá-la. Ela está programada para aparecer em mais duas sequências de ‘Missão: Impossível‘.

Mesmo que esses papéis coadjuvantes trouxessem elogios e prêmios da crítica, Kirby não estava com pressa para encontrar o seu primeiro papel principal na tela, disse ela. Ela interpretou muitos personagens complexos no palco: mulheres como Rosalind, a heroína ferozmente inteligente de ‘As You Like It‘ de Shakespeare. Ela estava esperando por uma protagonista na tela em que pudesse sentir um pouco da “magia” de Rosalind, disse ela, o que tornava o desempenho “como voar quando você pisa no palco“.

Eu nunca consegui encontrar esses papéis na tela”, disse ela. Então ela esperou, usando as suas partes menores como oportunidades para observar e aprender, perguntando a Anthony Hopkins sobre a sua arte quando trabalharam juntos no drama da TV britânica ‘O Fiel Camareiro‘ e observando como Rachel McAdams foi generosa no filme “Questão de Tempo“, ela disse.

É adequado, dada a formação teatral de Kirby, que ‘Pieces of a Woman‘ tenha começado a vida como uma peça, escrita por Kata Wéber, parceira de Mundruczo, que se baseou na própria experiência do casal de perder um filho. A peça ‘Pieces of a Woman‘, que se passa na Polônia, consiste em apenas duas cenas: o nascimento e um jantar explosivo com a família de Martha que ocorre na metade da adaptação para o cinema. Sua estreia em 2018, dirigida por Mundruczo no teatro TR Warszawa em Varsóvia, foi um sucesso, e a produção ainda faz parte do repertório da companhia.

Por volta da época em que Mundruczo completou 40 anos, cinco anos atrás, ele começou a desejar um público maior para o seu trabalho, disse ele, então deixou de trabalhar em alemão, húngaro e polonês; ‘Pieces of a Woman‘ é o seu primeiro filme em inglês. Ao adaptar a peça para a tela grande, Mundruczo a ambientou em Boston, disse ele, porque sentiu que a cultura católica irlandesa da cidade refletia a paisagem social conservadora da Polônia.

A perda de uma gravidez raramente é apresentada no entretenimento na tela. Mundruczo disse que espera que assistir às experiências de Martha incentive “as pessoas a serem corajosas o suficiente para ter a sua própria resposta para qualquer perda“, disse ele.

Nos últimos meses, a modelo Chrissy Teigen e Meghan, Duquesa de Sussex, (escrevendo no The New York Times), compartilharam histórias de suas experiências com a perda da gravidez. Kirby disse que, enquanto pesquisava para o papel antes das filmagens, ela descobriu que as mulheres que já haviam experimentado uma ficavam “realmente muito aliviadas em falar sobre isso” e apreciavam que alguém quisesse entender.

Pieces of a Woman‘ foi filmado em apenas 29 dias no inverno passado, mas Kirby disse que levou meses para ela se livrar da experiência de interpretar Martha. “Eu sabia que o meu trabalho era sentir isso, sentir o que ela sentia”, disse ela. Carregar esse grau de empatia foi “realmente difícil e perturbador“, disse ela, mas acrescentou que o privilégio de passar um tempo dentro da experiência de outra pessoa é o que ela ama em seu trabalho.

O próximo projeto de Kirby será coestrelando como Tallie, uma das duas esposas de fazendeiros que se apaixonam nos Estados Unidos no século 19 em ‘The World To Come‘, um drama meditativo da cineasta norueguesa Mona Fastvold previsto para lançamento teatral no próximo mês.

E depois disso? Kirby disse que estava lendo scripts, em busca do próximo papel que a assustará. Ela está procurando por uma “história não contada sobre mulheres“, disse ela, que será tão urgente para contar quanto Martha e Tallie fizeram.

Que expressão é essa?” ela disse. “Sinta o medo e faça isso de qualquer jeito.

HOME > ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS > 2020 > THE NEW YORK TIMES (DECEMBER)

01.jpg 02.jpg 03.jpg 01.jpg

Fonte I Traduzido e Adaptado por: Laura I Equipe do VKBR

deixe seu comentário






parceiros
O Vanessa Kirby Brasil é um site sem fins lucrativos feito de fãs para fãs. Não possuímos nenhum contato com Vanessa Kirby, seus representantes ou familiares. Tudo o que publicamos é com o intuito de entreter e informar o nosso visitante. As imagens e materiais de mídia são publicados com base na lei americana de Direitos Autorais Fair Copyright Law 107 e são de propriedade de seus respectivos donos e representantes oficiais. Não pretendemos nenhuma violação de direitos autorais. Caso possua alguma reclamação sobre qualquer arquivo, por favor, entre em contato para que a(s) imagem(s) em questão seja(m) imediatamente removida(s).