O Vanessa Kirby Brasil é um fã-site dedicado à atriz britânica Vanessa Kirby, sendo a primeira e mais completa fonte de informações sobre a própria no Brasil. Feito de fãs para fãs, o VKBR não possui fins lucrativos, tampouco mantém afiliações com Vanessa ou sua equipe, amigos e familiares. O intuito do site é unicamente expandir o trabalho da Vanessa, por meio da divulgação de notícias. Fique a vontade para desfrutar de todo o nosso conteúdo e volte sempre!

THR: Uma avó de fiesta. Uma ícone do jazz perseguida. Uma mãe em luto. Uma vingadora de agressão sexual. Uma cientista pioneira. Uma namorada desprezada.

Em uma manhã de meados de dezembro, seis atrizes por trás de algumas das atuações mais dinâmicas do ano se reuniram para a mesa redonda de atrizes do The Hollywood Reporter: Glenn Close de ‘Era Uma Vez Um Sonho‘, Andra Day de ‘The United States vs. Billie Holiday‘, Vanessa Kirby de ‘Pieces Of A Woman‘, Carey Mulligan de ‘Bela Vingança‘, Kate Winslet de ‘Ammonite‘ e Zendaya de ‘Malcolm & Marie‘. O grupo, que se reuniu por videoconferência em casas e cenários em LA, Montana, Atlanta e no Reino Unido, discutiu o lado empresarial da atuação, os seus hábitos pandêmicos mais estranhos, o perigoso equívoco de Hollywood sobre o gênio criativo – e o fato de que “como as vozes das mulheres estão sendo recebidas [é] a maior coisa que mudou.

THR_28229_0031.jpg THR_28229_1813.jpg THR_28229_1667.jpg THR_28229_2063.jpg

HOME > CAPTURAS DE TELA | SCREEN CAPTURES > 2021 > THE HOLLYWOOD REPORTER ACTRESS ROUNDTABLE

Vamos mergulhar. Qual foi a coisa mais surpreendente que você aprendeu sobre si mesma durante a pandemia?

VANESSA KIRBY: Aprendi muito sobre o silêncio. Eu não tinha percebido o quanto “fazendo” eu estava fazendo. De alguma forma, eu não tinha percebido que, quando você ainda está, está tão presente, entende o que quero dizer? E acho que me ensinou a fazer menos. Acho que nada mais teria me ensinado isso da maneira que este ano o fez.

Vanessa, você tem uma sequência angustiante de parto de mais de 20 minutos em seu filme. Você pode falar sobre como foi filmar e como você se preparou para isso?

KIRBY: Foi meio assustador, porque eu nunca dei à luz ou estive grávida antes. Já vimos tantas mortes na tela, raramente vimos nascimentos… Acabei escrevendo para muitos obstetras perguntando se eles me deixariam entrar e segui-los. Uma disse que sim, então fui para um hospital no norte de Londres e estive na sala de parto por muitos dias, o que foi inacreditável para mim. Aprendi muito com as parteiras sobre como é toda a experiência do parto. Certa tarde, minha última tarde no hospital, uma das parteiras veio e disse: “Oh, uma mulher acabou de entrar e está com 9 centímetros de dilatação. E eu vou perguntar se ela se importaria que você observasse.” Eu só pensei: “Não há nenhuma maneira no inferno de ela concordar em ter uma pessoa aleatória junto e à assistir a este momento realmente sagrado de sua vida.” Mas ela concordou, ela disse sim, então eu pude sentar com ela e vê-la passar seis horas de… quero dizer, foi provavelmente a tarde mais profunda da minha vida. Eu nunca, jamais poderia ter atuado sem observá-la, porque a vi embarcar nessa jornada inacreditável e vi o animal nela assumir o controle. E foi só por causa disso, na verdade, que senti que talvez tivesse uma chance de tentar. Quando chegamos a isso… era tão físico e era uma coisa de corpo tão primitiva. Fizemos quatro tomadas no primeiro dia, duas no segundo e acho que a quarta é a do filme. Era um pouco como fazer uma peça, na verdade, onde uma vez que você está ligado, você está ligado e não pode parar. E havia algo de mágico nisso, porque você não podia perder tempo duvidando de si mesma, você apenas tinha que fazer isso.

Vanessa, você está filmando a sequência de ‘Missão: Impossível’. Há muita pressão para manter a segurança nesses grandes sets? Como é diferente?

KIRBY: Minha irmã é uma AD [Assistente de Diretor(a)]. Ela começou a fazer um filme no verão, então meio que aprendi com ela quais seriam os novos parâmetros e como navegar. E eu estava tão esperançosa quando ela voltou, na verdade, porque foi uma sensação engraçada, eu acho, para todos de repente verem os cinemas fechados. Todas as pessoas que você ama e com quem trabalha são incapazes de trabalhar em tantas funções diferentes, incluindo a minha irmã. Isso me deu muita fé. Mas, quero dizer, você se acostuma. Obviamente, existem muitas diretrizes, existem máscaras e muitos testes e coisas assim. Mas isso me dá fé na resiliência, na verdade. E acho que vamos superar isso – mal posso esperar pelo dia em que os cinemas vão abrir novamente.

The_Hollywood_Reporter_-_02_10_2021_downmagaz_net-1-1.jpg The_Hollywood_Reporter_-_02_10_2021_downmagaz_net-50-1.jpg The_Hollywood_Reporter_-_02_10_2021_downmagaz_net-51-1.jpg The_Hollywood_Reporter_-_02_10_2021_downmagaz_net-52-1.jpg

HOME > SCANS | MAGAZINE SCANS > 2021 > THE HOLLYWOOD REPORTER (FEBRUARY)

01.jpg 01.jpg 01.jpg 01.jpg

HOME > ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS > 2021 > THE HOLLYWOOD REPORTER (FEBRUARY)

deixe seu comentário






parceiros
O Vanessa Kirby Brasil é um site sem fins lucrativos feito de fãs para fãs. Não possuímos nenhum contato com Vanessa Kirby, seus representantes ou familiares. Tudo o que publicamos é com o intuito de entreter e informar o nosso visitante. As imagens e materiais de mídia são publicados com base na lei americana de Direitos Autorais Fair Copyright Law 107 e são de propriedade de seus respectivos donos e representantes oficiais. Não pretendemos nenhuma violação de direitos autorais. Caso possua alguma reclamação sobre qualquer arquivo, por favor, entre em contato para que a(s) imagem(s) em questão seja(m) imediatamente removida(s).